Notícias
 

Neuroinsight: O Humor vende?

Sabemos que estamos na era do marketing de experiência. Ser capaz de fazer o consumidor sentir alguma coisa é a meta do momento, afinal, os resultados desta estratégia já se mostram muito consistentes e benéficos para as marcas no longo prazo. Para atingir o objetivo de gerar envolvimento emocional, a publicidade lança mão de diversas estratégias. E que melhor maneira de gerar uma emoção positiva na audiência do que através do bom e velho humor?

O apelo humorístico, quando bem executado, é capaz de criar um link emocional com o produto ou a marca apresentada, e não faltam exemplos de propagandas que utilizam desse recurso, certo? Você provavelmente já pensou em algumas nesse momento.  A verdade é que existem bases científicas para explicar por que uma boa estratégia de humor funciona.

Para você entender melhor, vou resumir o que é motivação e porque ela é importante. O termo motivação se refere a vários fatores fisiológicos e neuronais responsáveis por iniciar, sustentar e direcionar o comportamento. Essa reposta implícita pode ser medida através de tecnologias como o EEG (eletroencefalograma). Quando analisamos a resposta de motivação de uma propaganda, vemos que ela possui duas possíveis direções, positiva ou negativa. Dessa forma, estímulos agradáveis e positivos seriam capazes de gerar um comportamento de aproximação, enquanto estímulos desagradáveis e negativos, uma resposta de afastamento. Na prática, isso quer dizer que um comercial que utiliza humor, em teoria, deve ser ou terminar de forma agradável, certo? Se ele é agradável, irá provocar respostas de motivação positivas, ou seja, resultará em um comportamento de aproximação para a marca!

O uso eficiente de humor também é capaz de criar um estado positivo nas pessoas. Isso porque alguns estudos vêm mostrando que o riso (a mais famosa resposta do humor) é capaz de causar a liberação de endorfinas no cérebro, principalmente quando estamos junto de outras pessoas. Essas substâncias são conhecidas por gerarem sensações de bem-estar. Parece positivo, concorda?

O humor é um ótimo exemplo de uma experiência emocional. Por isso, anúncios efetivamente engraçados são o que a maioria das marcas desejam alcançar. E com razão! Pesquisas mostram que a emoção possui posição de destaque na tomada de decisão, além de também ser essencial para criar fidelização de marca. Tudo que queremos, não é mesmo? Mas cuidado! Como toda estratégia de comunicação, uma boa execução de humor pode ser mais difícil do que parece, por isso, nem sempre o resultado é positivo. Se você ficou curioso para saber se seu comercial foi de fato percebido como engraçado pelas pessoas, fale com a gente! O Neuromarketing te permite saber com certeza.

 
Total de notícias: 1
18
08
Caixa Econômica reduz teto no crédito imobiliário de 90% para 80%
[+] saiba mais
 Listando de 1 até 1 no total de 1 notícias
 
 
icone-whatsapp 1
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
5154 Repita ao lado:
redesp_facebook.pngredesp_skype.pngredesp_twitter.pngredesp_instagram.png
 
 
Não achou o seu imóvel?
 
Informe as características do
imóvel que deseja.
Vender / Alugar meu Imóvel
 
Oferecemos o melhor suporte para o seu imóvel.
Atendimento Personalizado
 
Entre em contato com a gente
para que possamos ajudar.
 
Notícias
Parceiros
Correspondente Bancário
 
O Corretor | Pesquisa Completa | Vender / Alugar meu Imóvel | Imóveis para Venda | Imóveis para Aluguel | Notícias | Parceiros | Fale Conosco
 
www.inacioantonio.com.br © 2020. Todos os direitos reservados. Site para Imobiliarias
Site para Imobiliarias